Teste: Lexus NX200t oferece design inovador e bom desempenho

SUV japonês de luxo encanta com visual incomum e motor turbo de 238 cavalos. No entanto, Lexus NX200t custa mais caro que concorrentes tradicionais

Lexus NX200t

Por Thiago Ventura
thiago@carroesporteclube.com.br

Procurando um novo SUV de luxo, mas quer fugir do ‘lugar comum’ de BMW X3 ou Range Rover Evoque? Uma alternativa é o Lexus NX 200t, da marca japonesa que pretende ampliar espaço no Brasil. Por enquanto ainda é uma opção pouco usual, mas que garante uma boa dose exclusividade pelas ruas.

Para os iniciados, um pequeno guia da marca: todos os modelos são batizados com uma sigla de duas letras, seguida de três numerais. Neste caso, o ‘NX’ indica um ‘Nimble Crossover’ (crossover ágil), enquanto a centena revela o tamanho do motor. Logo o ‘200t’ refere-se ao bloco 2.0 turbo a gasolina, capaz de render até 238 cv.

Importado do Japão, o veículo está disponível com preços a partir de R$ 223 mil, que é versão ‘Luxury’. Também está em oferta a versão topo de linha F-Sport, com o mesmo powertrain, mas com detalhes exclusivos de acabamento e mais itens de série. O NX 200t está abaixo do RX 350, modelo já testado pelo Vrum.


Estilo

O veículo tem estilo exótico e exibe a mais nova linguagem da marca, em especial com o formato incomum na grade dianteira, a Spindle Grille, em formato de trapézio, ladeada por luzes diurnas de LED em L. Por qualquer ângulo que se olhe, o SUV tem linhas agressivas e vincos marcantes. Mesmo na pacata cor prata do veículo que aparece nas fotos e vídeo, o modelo chama bastante atenção por onde passa.

Além das luzes diurnas, todo conjunto dos faróis possui a tecnologia Full-LED, agrupados em três canhões em cada peça. A mesma solução é aplicada nas lanternas traseiras, novamente no formato de L. Na lateral, as rodas de alumínio são de 17 polegadas.

No interior, nada do estilo convencional da maioria dos SUVs. O veículo japonês abusa mais uma vez dos ângulos e cortes. O console central é emoldurado por um acabamento de aço que repete o formato Spindle Grille da grade dianteira.

O design incomum faz casamento com soluções típicas de produtos de luxo, com plásticos de qualidade e agradáveis ao toque com apliques em couro no painel, portas e console. A central multimídia também tem um detalhe ímpar: a operação é feita por um touchpad, semelhante aos dos notebooks. O topo do console, entre os difusores de ar, surge um relógio analógico.

Vida a bordo

Em busca do cliente com alto poder aquisitivo e disposto a comprar modelos já tradicionais no mercado como Audi, BMW ou Mercedes-Benz, a Lexus não mediu esforços para criar um interior sofisticado e com excelente acabamento. Esse cuidado se reflete nos mínimos detalhes, como o logotipo da marca gravado em parafusos nas laterais do console central.

Motorista e passageiro da frente tem controles elétricos para ajustar os bancos, que são de couro perfurado. O condutor ainda conta com o sistema smart entry: o banco recua para facilitar o acesso, além da possibilidade de travar e destravar as portas e ligar o motor com a chave no bolso. Para completar, até o ajuste do volante é feito eletricamente.

Os comandos de seta, vidros e retrovisores elétricos estão bem à mão do motorista, assim como os ajustes no console central, do sistema multimídia e ar-condicionado. O freio de estacionamento é elétrico, operado por um botão, enquanto a tela de 7” é operada num pad semelhante aos notebooks. A iluminação interna dianteira tem outro mimo: é ligada por controles touchscreen.

A turma de do banco de trás viaja com conforto, especialmente com dois passageiros, pois o veículo não nega sua origem de SUV compacto. O encosto pode ser regulado na proporção 2+3, melhorando ainda mais a experiência de viagem. Nesse ponto do veículo, porém a iluminação dedicada é convencional, ou seja, ligada por botões. O carro oferece sistema isofix para fixação de cadeirinhas infantis.

Um ponto negativo desta versão Luxury é o teto solar, bem simples para a proposta do modelo. No pacote F-Sport, o NX200t ganha um outro teto panorâmico, que cobre praticamente toda parte superior, com o incremento de R$ 20 mil. Mas, é claro, com vários outros itens exclusivos e equipamentos de série.

A tampa do porta malas pode ser aberta e fechada eletricamente, com comando na chave ou num botão interno. No espaço, 580 litros para bagagem, segundo dados do fabricante.

Ao volante

O SUV japonês é equipado com um 2.0 16V turbo com injeção direta capaz de render até 238 cavalos a 5.600 rotações, enquanto o torque fica nos 35,7 kgf.m, disponíveis entre 1.650 rpm e 4.000 rpm, com o veículo que é abastecido somente com gasolina. O propulsor possui sistema de controle das válvulas e cabeçote integrado ao coletor de escape.

O câmbio é automático de seis velocidades, com opção de trocas manuais na alavanca de câmbio ou borboletas atrás do volante. A tração é integral permanente e o carro oferece três modos de operação: Eco, Auto e Sport, ajustando parâmetros do NX para ser mais econômico ou privilegiar o desempenho. Com o pacote F-Sport, aparece mais um modo, o Sport+.

O motor silencioso esconde a vocação para acelerar do conjunto powertrain. O NX200t consegue trafegar calmamente, mas a qualquer ímpeto do acelerador, responde com vigor garantido boa aceleração e retomada em ultrapassagens. Ao mesmo tempo, a suspensão (dianteira tipo McPherson, traseira Double Wishbone) proporciona uma ótimo conforto interno, mesmo nas nossas pistas esburacadas. O sistema dá uma boa sensação de segurança, mesmo em curvas mais fechadas.

Porém, não espere um veículo econômico. Mesmo com um moderno conjunto mecânico e auxílio do turbocompressor, o NX200t acaba bebendo bastante, especialmente se o motorista abusar no modo Sport. Segundo números oficiais do Inmetro, o SUV faz 8,6 km/l na cidade e 10 km/l na estrada, categoria D na média geral (e A no mesmo segmento). Em nossos testes, no entanto, trafegando em horário de pico não passou dos 5,7 km/l e em alguns momentos marcou 4,5 km/l. Num trecho da BR-040 fez 8,0 km/l.

Conclusão

O Lexus NX 200t é uma boa opção para quer um SUV compacto de luxo e está cansado do visual de veículos das outras montadoras. Ele tem estilo arrojado que chama muito a atenção por onde passa. Também oferece bom desempenho, muito conforto e diversos mimos para condutor e passageiros.

O japonês tem motorização superior ao X3 xdrive 20i (R$ 212.511,00) e equivalente ao Range Rover Evoque SE, ambos na versão 2.0 a gasolina (R$ 209.450,00). O pacote de equipamentos de conforto e segurança é semelhante ao dos rivais. Há ainda concorrentes como o Audi Q3 2.0 TFSI Quattro S-tronic (R$ 191.488,00) e o Mercedes-Benz GLA 250 2.0 211 cv (R$ 192.333,00).

Porém o NX200t é mais caro que os modelos citados. Esta versão que aparece nas fotos vale R$ 223.000,00, enquanto o modelo com pacote F-Sport sobe para R$ 243.000,00. Assim, o japonês se configura como uma escolha para quem deseja se diferenciar ainda mais da multidão e não se importa em pagar pelo menos R$ 10 mil a mais por isso. O incremento no cheque vai se transformar num apelo por design exótico, sem abrir mão de desempenho e luxo.

FICHA TÉCNICA:

LEXUS NX200T

Motor: gasolina, dianteiro, transversal, 1.998 cm³, quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro, turbocompressor, intercooler, comando duplo no cabeçote e duplo comando variável de válvulas. Acelerador eletrônico e injeção direta.
Transmissão: Automática com seis velocidades. Tração integral. Oferece controle de tração.
Potência: 238 cv a 5.600 rpm.
Torque: 35,7 kgfm entre 1.650 e 4 mil rpm.
Desempenho: Aceleração de 0 a 100 km/h: 7,2 segundos.Velocidade máxima: 200 km/h.
Suspensão: Dianteira independente do tipo multilink e traseira independente do double wishbone. Sistema de suspensão adaptativo variável na versão F-Sport.
Pneus: 225/65 R7 (235/55 R18 na F-Sport).
Freios: Discos ventilados na frente e sólidos atrás. ABS com EBD de série.
Dimensões: 4,63 metros de comprimento, 1,84 m de largura, 1,64 m de altura e 2,66 m de distância entre-eixos.
Massa: 1.850 kg em ordem de marcha.
Porta-malas: 580 litros.
Tanque de combustível: 60 litros.

ITENS DE SÉRIE:  Airbags frontais, quatro laterais, de cortina e de joelho para o motorista e passageiro de série, revestimento em couro no volante, manopla de transmissão, painel central, console central, portas e bancos, revestimento em madeira no painel central e portas, spoiler traseiro, barras longitudinais no teto em alumínio, escapamento duplo, lanternas traseiras de leds, luzes diurnas, faróis e lanternas e de neblina em leds, maçanetas com leds de iluminação, ar-condicionado dual zone, bancos dianteiros com regulagem elétrica, bancos dianteiros com sistema de aquecimento e resfriamento, computador de bordo com funções de consumo instantâneo, consumo médio, autonomia, velocidade média, temperatura externa, indicador de marcha, pressão dos pneus, informações de áudio e navegação GPS, cruise control, espelho retrovisor eletrocrômico, retrovisores externos com iluminação, regulagem elétrica, sistema de aquecimento automático, indicadores de direção, memória, antiofuscante e recurso tilt down, porta-malas com abertura e fechamento elétricos, seleção de modo de condução (Eco, Normal, Sport), hill-assist, sistema multimídia com tela de LCD de sete polegadas com TV digital, GPS, entradas USB/Aux, Bluetooth, rádio, DVD, MP3/WMA e touchpad, botão de partida, teto solar elétrico com sistema antiesmagamento e acionamento por um toque, volante multifuncional, dez airbags, sensor de chuva, rodas de liga leve de 17 polegadas, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros e controles eletrônicos de tração e estabilidade.

LEXUS NX200T F-SPORT: inclui rodas de liga leve de 18 polegadas, revestimento em aço escovado no painel central e portas, grade frontal em formato colmeia, ajuste elétrico do banco de motorista para lombar, função de força G e pressão do turbo no computador de bordo, head-up display, modo de condução Sport+, suspensão adaptativa e teto panorâmico.

Comentários

comments

Carro Esporte Clube

Fotos, notícias, lançamentos, testes, vídeos e dicas sobre veículos. Bom humor e lifestyle!